origem
Eusébio +10: Junho 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Ohhh, o rei-sol voltou....

LFV não resiste e sem Jasus para lhe fazer sombra retoma as entrevistas cretinas recheadas de equipas maravilha, sonhos de ganhar Champions, e claro, a recuperação da credibilidade. 

No mínimo podia ter apreendido alguma coisa enquanto esteve calado. 

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Jonas

Confesso que a cada ano que passa, cada vez me ralo menos com quem entra e quem sai.
Já perdi a conta aos milhões e aos barretes.
Haverá sempre jogadores que deixam saudades... Não será diferente com Maxi certamente.
Mas há aqueles que custam um bocadinho mais do que os outros, porque na realidade não têm preço e nunca os conseguiremos substituir.
Jonas... a ir de facto para a China, é um desses casos.
Por muito respeito que eu actualmente tenha por LFV, e tenho na realidade, recordo as sábias palavras de Carlos Daniel: "o negócio do FCPorto são as vitórias e as vitórias do Benfica são os negócios".



quinta-feira, 18 de junho de 2015

Maxi

Maxi tem de decidir se quer ser um grande profissional ou uma lenda. 
A ser verdade que os Andrades lhe oferecem 4 milhões vezes 4 anos, não me custa nada que opte por ser um grande profissional. 

Ao Benfica resta oferecer um contrato digno de uma lenda, basta copiar o do Luisão, ou desejar boa sorte. 

Leilões

Em relação ao assunto que anima actualmente a silly season, tenho três desejos:
- que o Marítimo faça um grande negócio.
- que o Danilo nunca mais vista o manto sagrado.
- Fejsa.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Manuel Sérgio

"Cabe assim a pergunta: no Benfica, de hoje, quem mais importa, a estrutura (a organização) do clube, ou o trabalho do Rui Vitória e do departamento de futebol, no seu todo? O que vale mais a estrutura ou o carisma de Luís Filipe Vieira e Rui Vitória? A vivência de um grande ideal torna normal e constante o que não se atinge senão excecional e temporariamente. E o ideal é a razão-de-ser da estrutura benfiquista, tenho a certeza. A nossa vida é tanto mais humana quanto mais for a tradução externa de um culto interior. Luís Filipe Vieira e Rui Vitória, a Estrutura e o Carisma serão (são) elementos da mesma totalidade. Embora Rui Vitória assevere que todos os que trabalharem, no seu departamento, querem, se for preciso, “dar a vida pelo Benfica”. Ou seja, para ele, no Benfica, Luís Filipe Vieira é o líder dos líderes. E, sobre todos, o Benfica – palavra mágica que os benfiquistas celebram, numa apoteose única, porque a mesma comoção os toma, dentro e fora dos campos de futebol. Assisti, pela televisão, à tomada de posse do Rui Vitória, licenciado em Desporto, como treinador de futebol do S.L.Benfica. Para além do meu Amigo Jorge Jesus e dos seus adjuntos, o Benfica eterno continua, como verdadeira apoteose de Desporto feito Vida e Triunfo e Beleza. O Benfica que eu conheci em Joaquim Bugalho, em Gustavo Teixeira, em Alfredo Valadas, no Espírito Santo, no Francisco Ferreira, no Albino, no Gaspar Pinto, no Rogério Lantres de Carvalho, nos irmãos Vieira de Brito, na melhor equipa portuguesa de todos os tempos (Costa Pereira; Mário João, Germano, Cruz e Ângelo; Cavem e Coluna; José Augusto, Eusébio, Águas e Simões), nos Drs. Borges Coutinho e Paulino Gomes Júnior, etc., etc. O Benfica de Luís Filipe Vieira e Rui Vitória, que continuará a ser cantado, nas mais sôfregas, latejantes e sinceras expressões de amor clubista, que eu já vi em terra portuguesa. Não sei se está hoje fora de moda o que venho de escrever, mas sem esta ternura e fantasia e religiosidade o Benfica não encontra a seiva criadora das suas vitórias. O dr. Rui Vitória sabe tudo isto e sabe que, para ser grande, ele terá de ser o que já é, um fator de consciência, um mobilizador de energias, um especialista do mais autenticamente humano. Parabéns ao Benfica pelo treinador que tem. Parabéns ao Rui Vitória pelo homem que é!"

domingo, 14 de junho de 2015

Campeões

Lá levaram na peida outra vez.....
Agora venha agosto depressa.....

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Relembrar Luis Filipe

Para quem como eu acredita que o carácter é muito mais valioso que o talento, isto é profundamente decepcionante:

"Escolho pessoas que querem jogar, que vêm treinar todos os dias com uma atitude positiva. Quando ele fizer isso, se alguma vez o fizer, talvez possa convocá-lo. Não posso proteger pessoas que não querem correr nem treinar e que têm uns quilos a mais"Harry Redknapp referindo-se a Adel Taarabt. 

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Taarabt

Está assegurado o primeiro barrete do ano. Um malabarista que nunca passou de suplente pelos clubes por onde andou. Este ano fez meia dúzia de jogos pelo fraquíssimo QPR que viria a descer de divisão.

Assim não...

quarta-feira, 10 de junho de 2015

uma passagem rápida por 2013

Por acaso reli este post de Maio de 2013, e quase que podia ser escrito hoje.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Tipo, eles pagam?!

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=954039

E nao aceitámos ainda porque achamos que é tanto dinheiro que seria criminoso? Tipo, o Sidnei custar o dobro do Garay?

Talisca

Se o Atlético der 25 milhões pelo Talisca eu ofereço-me para lhe pagar o bilhete de avião e esqueço os dois jogadores que estão para vir no negócio Simão.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

O estado das coisas

Isto não é um post sobre o treinador que saiu, é um post sobre a saída do treinador. Confesso que receio vir a ter saudades daquele rolo compressor que às vezes víamos, das combinações atacantes, da sede de ir ao pote. Claro que o treinador que saiu não é o único treinador que sabe por equipas a jogar à bola. Mas o rasto de incompetência em matérias de gestão do futebol por parte desta direcção faz-me temer, antecipadamente, por asneira e da grossa. Não se começa a planear a época seguinte no primeiro dia a seguir ao último jogo desta época. Até podiam fazer o anúncio do que houvesse a anunciar (fica, vem outro) nesse dia. Mas estas coisas planeiam-se com meses e meses de antecedência. Planeiam-se. Não se fazem por reacção aos acontecimentos. Em qualquer organização que se preze, há planos de contingência: se se perder o indivíduo A, o indivíduo B seria o primeiro responsável a assumir esse papel, ou ter-se-ia um perfil detalhado e uma lista de potenciais candidatos a contactar no momento em que fosse preciso. Não se iria começar a explorar potencialmente as hipóteses eventuais quando a bomba explode. Em qualquer organização que se preze, não se deixa o melhor lateral-direito dos últimos vinte anos ficar a vinte dias de acabar contrato. Nem a seis meses, nem a um ano. Porque organizações que se prezam não perdem oportunidades de contratar jogadores-chave que querem muito quando eles estão em fim de contrato. (Isto não é indirecta ao processo da contratação do Eliseu, porque o Eliseu não se enquadra no perfil de "jogador-chave".)
Tendo em conta o historial de asneira desta direcção, receio que a coisa não venha a ser bonita.
Relativamente aos candidatos ao lugar agora em processo de preenchimento, a coisa fia mais fino. Penso que tanto Rui Vitória como Marco Silva são profissionais de mão-cheia, mas não estou inteiramente convencido que qualquer deles seja o ideal para conduzir a máquina vermelha às vitórias que não quero que deixemos de facturar. Há, para mim, apenas dois nomes que asseguram de imediato um percurso ganhador: um está em França e podia vir logo com o número dez do presente e o número ele+10 do futuro; e o outro está na Grécia. Ambos sabem por uma equipa a jogar à bola com consistência e capacidade ganhadora. Eu sei que um deles teve em tempos uma postura algo agressiva contra o Benfica, mas o seu comportamento posterior sugere que se tratava mais de um efeito associado à entidade patronal de então do que ao indivíduo em si.
Seja quem for o treinador, esta época que vem só pode ter uma resposta: vitória em toda a linha. Demorou muitos anos até as equipas do Benfica serem temidas pelos adversários. Isso é uma coisa que se perde depressa e demora muito tempo a recuperar. Por isso, não há lugar para falhanços nem erros de casting. A grande força do Benfica é a chama imensa da massa humana espalhada pelo mundo inteiro, a energia desta gente impulsiona as papoilas saltitantes a ir mais além. Também esta energia tem que ser alimentada, e esta energia alimenta-se de vitórias e de ambição.

E que nenhum idiota se lembre de vender o André Almeida.

Viva o Benfica, e que daqui por um ano estejamos a festejar o 35 com uma tripleta.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

reciclagem

esta' quase consumada a saida de JJ para os especiais e a entrada do RV para o comando do plantel do Benfica.  A blogosfera esta' ao rubro!  Para uns, o Benfica vai andar 30 anos para tras.  Para outros, e' o virar da pagina ha' muito reclamado (sim, eu estou neste campo).  Para uns JJ e' o maior treinador do mundo!  Para outros, e' um treinador mediano a quem foram dadas "ferramentas" (i.e., planteis) de outro mundo (sim, tambem me incluo neste lote).

JJ percebe de bola, JJ trouxe ao Benfica futebol para golear o Belenenses na Luz por 8-1.  Trouxe ambicao que ha' muito nao se via.  Mas JJ tambem trouxe o Keirrison, o Felipe Menezes, os dois Luis Filipes, trouxe um numero infindavel de laterais esquerdos, embirrou com muitos jogadores (Amorim, por exemplo), e sempre teve uma atitude de sobranceria desmedida, faltando mesmo ao respeito a quem lhe e' superior (em termos de hierarquia) ou quem lhe pagava o salario (a famosa ameaca de ou me pagam ou vou para o FCP e' o exemplo tipo). 

Quem ve em JJ um D. Sebastiao para o Benfica nao consegue capturar o Benfica na sua essencia.  O Benfica vai para 112 anos de existencia, dos quais 6 foram vividos com JJ.  6.  5%.  O Luisao ja' passou os 10%.  O Benfica ja' ganhou muito sem JJ e vai continuar a ganhar muito sem JJ.  Nao acredito que haja um AJJ e DJJ ("antes de JJ" e "depois de JJ") no Benfica.  Nao pode haver.  O Benfica de RV sera', obviamente, diferente, mas continuara' a ser o Benfica.  O Benfica de Bela Guttman era diferent do Benfica de Otto Gloria, que era diferente do Benfica de Toni e diferente do Benfica de Eriksson.  Mas em qualquer dos casos o Benfica foi sempre o Benfica.  Como exemplo, o Eriksson depois do Benfica foi para a Lazio onde teve uma carreira mediana, passou por clubes em inglaterra, pela seleccao inglesa, mas sempre que fala de futebol fala do Benfica.  Porque o Benfica e' o Benfica. 

JJ vai para o Sporting seguir a vida dele.  Boa viagem.  Se for preciso, eu ajudo a limpar a secretaria dele no Estadio da Luz.  Boa sorte a potenciar o Patricio ou o Adrien.  (e' preciso lembrar que potenciar talento como o de DiMaria, David Luiz, Aimar, Saviola, Cardozo, Rodrigo e' facil.  Nao me lembro de ele ter potenciado o Bruno Cesar ou o Airton, por exemplo...)

O RV vira' para o Benfica cheio de ambicao. Vira' com as suas ideias, trara' novos metodos de trabalho e novas tacticas.  Trara' novas maneiras de abordar os jogos.  A unica coisa que podemos fazer, como Benfiquistas, e' apoiar o trabalho dele.  O MS seria melhor?  Nao sei, porque o MS nao parece que seja o futuro treinador do Benfica.  Mas quem quer que seja, RV ou MS ou mesmo Pellegrini ou Emery ou Ancelloti, o Benfica sera' sempre o Benfica, continuara' a vencer como o faz ha' quase 112 anos, continuara' a mover as maiores multidoes para ver os seus jogos.  O resto e' conversa.

Nota final:  sera' muito interessante de ver se na carreira de JJ nao havera' um pre-Benfica e pos-Benfica.  Porque por muito que ele queira, JJ sera' sempre transiente na historia do clube.  O mesmo nao se pode dizer da carreira dele...

BENFICA SEMPRE!!!

Benfica

Acredito que hoje foi um dia bom para o Benfica. 

Para o Jesus tenho uma palavra: tchau. 

Para o Rui Vitória tenho mais: Confio em ti e acredito que serás o treinador pelo qual esperamos há muitos anos. O caminho será arduo mas somos e seremos sempre os mais fortes. Sei que nos vais devolver o Benfica no qual acreditamos. Bem vindo Rui. Conta connosco. 

segunda-feira, 1 de junho de 2015