origem
Eusébio +10: o passado e o futuro

segunda-feira, 11 de maio de 2009

o passado e o futuro

Antes de mais, parabéns a quem ganhou e mereceu ganhar, e à meia duzia de selvagens que se sentiram felizes com isso. Ao contrário do que A Bola diz, o país não se pintou de azul... não vi um cachecol e não ouvi uma buzina... está frio, chuva e as pessoas andam tristes como se os deuses da bola soubessem que não há nada digno de ser comemorado.

A semana passada ouvi da boca de um entendido que o Benfica anda a fazer maravilhas ao nível das modalidades, particularmente em termos de formação. Queixava-se no entanto que lhe parecia haver um exagero no que se exigia aos escalões mais novos... Eu que não estou habituado a ouvir 'Benfica' e 'exigência' na mesma frase comentei ironicamente "o que falta no futebol..." e a resposta veio simples e rápida "Carlos Lisboa".

Este fim de semana enchi as minhas baterias de Benfiquismo! Sim, não estou a gozar. É evidente que perdemos o campeonato e empatámos com a Trofense, mas como já disse várias vezes, o que resta de Benfica no nosso futebol é o numero de circo da Águia Victoria. Estou a falar da nossa equipa de basquete e de hóquei que são um exemplo de tudo o que deve ser o Benfica.

A equipa de basquete foi inaugurar o Pavilhão das Antas e saiu de lá com duas vitórias arrasadoras. Contra uma arbitragem absolutamente vergonhosa, impuseram a sua mais valia e ambição e cilindraram os andrades, Momento chave, jogo 3 do playoff (1-1), os andrades em recuperação depois de estarem a perder por mais de 10 e o árbitro assinala uma falta inacreditável contra nós. O banco salta em protesto e o árbitro marca duas faltas técnicas. Dos 4 lances livres os andrades marcaram um e a partir daí caímos em cima deles como gigantes e fomos imparáveis. Depois daquelas técnicas, eu sabia, e eles sabiam, que nada os poderia parar. E assim foi. No hóquei a história foi diferente mas a paixão é a mesma. Temos uma equipa de jovens portugueses (alguns com 19 anos) muitíssimo talentosos e um dinossauro no banco (Dantas). Depois de perdermos o primeiro jogo por 1-0 nas Antas tínhamos que ganhar na Luz para levar o playoff à negra. Estivemos a ganhar todo o jogo. Pelo meio, duas penalidades assinaladas a favor dos andrades, e duas escandalosamente ignoradas a nosso favor (uma delas por uma stickada no braço à altura do peito). Acabámos por perder o jogo a 40 segundos do fim. Saímos tristes, em lágrimas, mas de cabeça erguida, porque no futuro, venham os árbitros que vierem, o hóquei vai voltar ser nosso... e ninguém precisa de se andar a queixar dos árbitros.

Na ressaca do fim de semana LFV botou faladura e invariavelmente optou pela desresponsabilização e pela necessidade de mudanças. Está-se mesmo a ver que daqui a menos de um mês arranca a silly season e com ela uma nova equipa maravilha.

O Benfica perde o campeonato, não por causa dos árbitros, do Luisão, do Suazo, do 4-2-4 ou do 4-4-2, mas no dia em que LFV e Rui Costa abdicam das suas responsabilidades e a depositam num Espanhol que não mostrou ter os pergaminhos necessários. Quique, como todos os outros que por lá passaram, fez o melhor que pode e sabe, sem nunca compreender onde estava metido. Recomendo a todos que leiam algo que aqui escrevi a 10 de Julho 08 onde fiz em jeito de antevisão um plano para as primeiras 5 jornadas que terminava mais ou menos assim: "5ª Jornada - Acho que agora estas por tua conta e risco Quique. Já percebeste o buraco onde estás metido e que tens que começar a prestar mais atenção ao Diamantino e menos aos teus adjuntos espanhóis cheios de métodos cientificos". Infelizmente para nós, o que Quique devia ter percebido à 5ª jornada percebeu à 25ª. E assim foi mais um ano à vida, e pior ainda, mais 30 milhões de euros de investimento deitados ao lixo (a somar aos 30 milhões do ano anterior).

Não tenho qualquer duvida que Rui Costa percebeu o erro que cometeu (já LFV não). Devia ter feito com Quique o que PC fez com DelNeri... ao fim de um mês percebeu-se que a peça não encaixava no puzzle, pagava-se o que se tinha a pagar (1 ou 2 milhões de indemnização), Quique voltava para a 2ªlinha espanhola, vinha um Peseiro qualquer e ainda ia-mos a tempo de fazer qualquer coisa de jeito... mas não o fez. Paciência. Rui Costa tem e terá sempre o meu apoio.

Agora é tempo de reconstruir, sabendo que o que se semeou não foi colhido e são tempo de vacas magras. Regra básica para a construção: Carácter e Ambição.

1 - Uma liderança ambiciosa, aguerrida e presente. Chega de presidentes que não podem ir aos jogos por recomendação médica e do RC no camarote. Os dois no banco e no balneário, para que quem não comer a relva ter de olhar nos olhos que tem o seu futuro na mão.

2 - Um treinador que conheça a realidade do futebol português, de preferência conceituado (haverá algum para alem de Mourinho e Scolari?) ou então muito bem escudado para que ninguém lhe tente fazer a cama (jogadores ou imprensa). Uma equipa técnica que inclua o rigor cientifico (médicos, olheiros e adjuntos), com a alma Benfiquista (Álvaro, Mozer, Diamantino) , e o trabalho sujo (porque não pode ser o Rui Costa a pressionar os árbitros no túnel e a ver se os meninos vão para a cama a horas).

3 - Carácter no relvado. Não perdemos este campeonato por questões técnicas e tácticas (onde estivemos francamente mal), mas porque não houve carácter nem ambição. Basta ver que em mais de 40 jogos não conseguimos inverter um resultado negativo e que não fomos capazes de acabar um jogo em cima do adversário. Para nosso mal, o Benfica não tem líderes: Simão, Leo e Petit foram pequenos gigantes. Nuno Gomes e Luisão não metem respeito a uma mosca. As estrelas recém contratadas estão se completamente cagando... Precisamos urgentemente de recuperar a nossa autoridade e ambição, porque é essa a nossa identidade. Precisamos de nos agigantar nas bancadas e no relvado. Precisamos que árbitros e adversários tenham medo de vir à Luz. Precisamos de uma equipa muitíssimo mais aguerrida, dura, solidária e ambiciosa.

4 - Um plantel ajustado ao nosso campeonato. Sejamos realistas, não jogamos para ganhar ao Chelsea na Champions, jogamos para ganhar ao Trofense num batatal. Aimar, DiMaria e Suazo devem ser óptimos jogadores, mas não no nosso campeonato. Em Portugal ganha-se com o Cardozo, Makukula e Mantorras... goste-se ou não. É tempo de desinvestir brutalmente. Aimar, Suazo, DiMaria, Balboa, Martins, não ganham proporcionalmente ao seu rendimento e como tal, devem seguir para qualquer sitio melhor. Segure-se Katso e Reyes, se possivel e comprem-se 2 ou 3 portugueses. Notem que temos matéria prima para ganhar um campeonato com o que temos actualmente: Quim, Maxi, Luisão, Sidnei, Luiz, Yebda, Katso, Ruben, Reyes, Gomes e Cardozo. Que equipa!!! Juntem o Mak e o Urreta quando a coisa está feia, o Miguel Victor nas sobras da defesa, o Bynya para segurar o meio campo.... e claro, Mantorras

Haja bom senso este Verão. Temos um grande líder no balneário, temos uma equipa muito decente. Precisamos de alguma dose de bom senso e realismo no banco e de recuperar a nossa cultura de exigência e ambição.

Não contem comigo para venerar pseudo-estrelas e para embarcar noutra equipa maravilha. A partir de hoje assobio tudo o que me aparecer à frente, até aos 15-0.

VIVA O BENFICA

14 comentários:

Anónimo disse...

Magnífica análise.
So colocaria de volta o Coentrão e o Adu. tanto um como o outro o que precisam é de uma voz que lhes diga O QUE NÂO PODEM FAZER.
Cmps

Diogo disse...

joao,
uma boa analise, com uma grande dose de realismo, que e' o que o nosso benfica precisa.

volto a adicionar o coentrao 'a lista de jogadores 'a benfica. o gozo que lhe deu marcar no dragao merece pelo menos uma mao cheia de oportunidades, coisa que o "puto maravilha" argentino nao foi capaz de fazer em todos os jogos que lhe foram postos nas pernas.

cada vez mais percebemos, nos que estamos de fora, que precisamos la' dentro, no balneario, no tunel e no banco, de tipos como nos. que nao tenho medo de dar uma chapada ao reyes se for preciso, e de mandar o di maria dar 40 voltas ao relvado se levantar cabelo. porque para vestir aquela camisola e' preciso muito mais do que metade deles andaram a mostrar este campeonato. e com um alvaro ou um mozer no balneario de certeza que haveria mais ambicao...

comentei com o nuno que isto so' se endireitaria com um treinador portugues ao que ele respondeu "e talvez o scolari". bem vistas as coisas, qualquer portugues que entre por aquela porta, a nao ser que mande os jornaleiros avencados todos 'a merda, vao ser comido vivo. o scolari comeca logo por manda-los todos 'a merda mesmo antes de ser contratado e por isso e' quase blindado. talvez a solucao passe por um scolari (e agora com o manel ze' em angola parece uma hipotese cada vez mais provavel -- vide rui e lfv em londres para meias da champion. ie, conversar com felipao?).

no fundo, o que eu quero mesmo e' ver o estadio da luz explodir quando marcamos golo. quero o inferno da luz de volta. quero que o hugo leal se borre nas cuecas quando voltar a pisar o relvado sagrado (e que cague tanto que nem consegue correr). quero que o paneleiro traidor que joga pelo lado esquerdo dos corruptos tenha vergonha e se sinta intimidado por estar a 100 kilometros da luz. eu quero o benfica como sempre o conheci.

o rui sabe o que nos sofremos pelo benfica. o rui sabe o que e' ser benfiquista. o rui sabe que ha' jogadores que merecem um par de chapadas. espero que o rui saiba isso tudo daqui por 2 semanas e tome conta das redeas do futebol do nosso clube.

nota final: o benfica mete medo a muita gente em todas as modalidades. os nosso jogadores de hoquei sao enormes guerreiros, o pessoal do basquete e' fenomenal. ate' os juniores e iniciados do futebol sabem que vao ser roubados sempre que jogam contra uma certa agremiacao regional. mas tem tanto orgulho de fazer parte da nossa familia que nao se intimidam e dao o litro. e' isso que e' o nosso benfica. e e' isso que temos de voltar a ter.

Joao disse...

Simões, Chalana, Simão.. são extremos que vingaram no benfica não só pela sua virtuosidade, mas acima de tudo pela sua entrega e ambição.

Coentrão e Adu são da mesma estirpe de DiMaria. O Benfica não é um clube de exibição, mas sim um clube que joga para ser campeão. Nenhum dos 3 tem o carácter que se exige a um jogador do Sport Lisboa e Benfica.

O único lugar que eu vejo no Benfica para esses meninos é a polir a estátua do Eusébio, desde o nascer ao por do sol, para que sirvam de exemplo a todos os jovens que sonham em vestir a camisola do Glorioso.

Joao disse...

Eu não quero alimentar polémica em torno de nomes, mas acho que o Scolari é o homem certo para o estado actual do Benfica. Só não o disse mais cedo com medo que o Nuno me expulsasse do Blog. Scolari é para mim o único homem que conhece o esterco onde vive o futebol português, e que tem as costas muito largas para não ser comido vivo ao fim de 3 jornadas (e mourinho). Temo apenas que adopte um discurso pouco ambicioso, tipo empatar fora é bom e ficarmos à frente do Sporting já chega... sinceramente, o Scolari tem o meu voto.

Jesus também poderia ser... mas teria de ser brutalmente assessorado. Lá está, tem a escola toda, não é parvo nenhum, muitíssimo ambicioso... mas não pode abrir a boca sem ser logo ridicularizado e temo que os jogadores e adeptos lhe fizessem a cama em 3 tempos. O mal destes gajos todos é acharem que são reis e senhores do mundo e porem-se logo em bicos dos pés numa de eu é que sou o treinador e quero posso e mando. Daí eu achar que o nosso grande problema é um líder que ponha estes gajos todos no eixo e que os obrigue a trabalhar em prol da organização.

No fundo nós somos uns tristes... se temos algum treinador português tipo jesualdo ou fernando santos tratamos os gajos abaixo de cão e arrumamos com eles. mas se vem um estrangeiro merdoso, veneramos os gajos um ano inteiro. Já pensaste bem que o Camacho é o equivalente ao Álvaro... e que o Quique é igual ao Paulo Sousa... Nós tolerávamos o Álvaro ou o Paulo Sousa à frente do Benfica? Então porque veneramos os castelhanos só por saberem de presuntos e paella?

EU só quero alguém que perceba a merda onde vivemos, que se identifique com a cultura do Benfica e que se comporte como uma peça de um grande puzzle. Não devia ser dificil....

Nuno disse...

Fonix, Joao, demite-te disto, pa'!
:D :D :D :D :D

Nuno disse...

Como falei com o Diogo a semana passada, nao precisamos de um treinador tactico neste momento. Precisamos de um verdadeiro e brutal "bota da tropa". Isto e' tao gritante que ate' o Manel Ze' me veio 'a cabeca. Ainda me lembro de quando ele ameacou ir 'as trombas ao Donizete (entao a pseudo-estrela dominante)... mas tambem me lembro daquelas substituicoes macacas de meter o Pringle a cinco minutos do fim quando estavamos a perder num jogo a pontos...
O que faz falta, neste momento, e' um gajo que enfie com uma bota nos dentes do primeiro jogador que se arme aos cucos. Um gajo que arremesse com a bancada de imprensa 'as trombas do primeiro jornalista avencado que ande a lancar postas de pescada. Nao quero saber quem e'. O ano passado eu so' pedia metodos cientificos. Ok, nao resultou. Venha um valente par de biceps e um par de gonadas ainda mais valente. De preferencia um gajo bissexual para encostar os jogadores 'a parede de maneira que lhes doa...
O Jesus, fazia-se, como o Joao diz, se e so' se muito bem assessorado. Tipo, com o Mozer a adjunto a rebentar com os dentes ao primeiro esperto que mostre cabelo. De outro modo, ao segundo empate esta' no rolo compressor.

Quando a contratarmos o Caravaggio para treinador, ha' os pros e os contras. O contra principal e' o gajo perceber tanto de bola como eu percebo de imunologia. Com o gajo a treinador, os adversarios nao so sabem quem e' o onze inicial como sabem a que horas sao as substituicoes... Os pros, e' que o Caravaggio tem a capacidade (que tao desesperadamente nos faz falta) de agregar a malta e de trazer o efeito-Mantorras (i.e., aquela fe' cega que vamos ganhar mesmo que estejamos a ser sodomizados) para o balneario e, most important, para a bancada. E' preciso alguem que agarre nos cacos, os cole (se for preciso, nos primeiros tempos, que os cole com cuspo) e arremesse a peca colada 'as ventas da corruptagem.
O ano passado, eu queria um daqueles musicos que respeitam cada minima e seminima, mesmo que ninguem os va' ver ao auditorio da Gulbenkian. Queria um Nureyev, que dancasse como um semi-deus. Este ano, so' peco um daqueles cantores pimba que juntam seis mil pessoas nas festas de Alguidares de Baixo e um rancho folclorico, que e' estridente e assustador, mas esta' la' e com gosto.

Nos tempos que correm, nao podemos aspirar ao Louvre ou ao Quai d'Orsay. Precisamos primeiro de controlar a oficina da Carris. E raios partam, vamos a eles!

Nuno disse...

Agora, quanto a pores o Quim na equipa do ano que vem... acho que nem o Caravaggio safa a coisa, assim...

Claro que se o Caravaggio vier, o Quim vai logo andando. Espero e' que nao se lembrem de contratar o guarda-redes fetiche do Caravaggio...

Outro pro do Caravaggio a treinador, e' se ele trouxer aquela enorme vaca com que andou a treinar a seleccao. E' que ele com vaca, nem precisa de perceber de bola. Ja' sem vaca, nem para bife serve...

Anónimo disse...

Hoje, ao ler o jornal “Metro” deparei-me com uma situação caricata:

A parte desportiva noticiava a vitória dos andrades no hóquei, a vitória dos submissos no andebol, exaltava o campeom, com direito a 1ª página e ignorava a vitória do Glorioso no Basket.

E esta hein?!

System

Joao disse...

Nuno, concordo 100% na tua visão do Scolari. Precisamos desesperadamente de alguem com colhoes para ir aos cornos ao primeiro árbitro que nos roube um penalti, ao primeiro jornalista que se arme em parvo, ao primeiro jogador que se arme em vedeta. Scolari é esse homem.

Há algures no Youtube um video dele dos tempos do Palmeiras em que se ouve o homem aos gritos no balneário a perguntar se nenhum dos jogadores sabe dar uma porrada no denilson (pesquisa BRONCA FELIPAO). Nós precisamos desesperadamente de alguem assim.

Eu acho que o Jesus tambem sabe fazer esse papel, com uma vantagem, está muito menos acomodado e é muito mais ambicioso. Pergunto, qual é a motivaçao de um homem de quase 60 anos que acabou de ganhar 10 milhoes de euros por ser despedido?

Unknown disse...

Caros Benfiquistas

É com imenso prazer que anunciamos a abertura de um Motor de Busca do Benfica na rede Gusca.

Falamos do Benfica Gusca.

http://benfica.gusca.net/

O Benfica Gusca obtém nos seus resultados os mesmos resultados que o Google, sendo que para o utilizador final, usar o Benfica Gusca é similar ao uso do Google mas com o Tema do Sport Lisboa e Benfica.

Esperamos que seja do vosso agrado e experimente Já!!!

http://benfica.gusca.net/

Sry Lanka disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Nuno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui disse...

'Chega de presidentes que não podem ir aos jogos por recomendação médica e do RC no camarote. Os dois no banco e no balneário, '

mas então isso de estar no banco não é condenável?!?! ou só serve para os outros??!?!

Portugal = País atrasado = País de benfiquistas

Nuno disse...

E' condenavel em duas circunstancias:
a) quando o dito cujo esta' suspenso por corrupacao desportiva;
b) quando o dito cujo e' ao mesmo tempo presidente da organizacao que organiza o campeonato.