origem
Eusébio +10: O apartamento

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

O apartamento

Li uma perola de um comentario anonimo de um defensor de LFV e DSO que tenho que partilhar.  Diz esta alma, depois de muita defesa:

Exemplo : Eu comprei um apartamento por 100m€ há uns anos atrás, gosto de lá viver, estou bem de vida e não sinto necessidade de o vender. Portanto, se me perguntarem eu digo "Não preciso de vender".
No entanto, se aparecer alguém a dar-me 150m€ por ele, seria estúpido recusar, pois consigo ir comprar outro mais barato para viver e ganho com o negócio.
Fico menos bem servido, por que apartamento actual já estava todo arranjadinho à minha maneira ? Claro ! Mas se calhar, com algum trabalho, o novo apartamento daqui a um ano ou dois fica igual ou melhor que o antigo...

Portanto, no final, "não precisava vender", mas "vendi". E seria má gestão da minha parte não o ter feito...



O que o nosso amigo anonimo se "esqueceu" de dizer, usando a analogia dele, e' que ele ja' tinha hipotecado 20% do "apartamento" ao Ze para pagar as contas do mes, e que, como o "apartamento" ja' estava mobilado e ha' uma crise economica e o Ze anda 'a rasca de guito, entao vende o "apartamento" por 70,000 euros.  Como tem de dar 14,000 ao Ze, fica com uns parcos 56,000.  Eu vivo em Boston e ja' nao sei muito bem dos custos de apartamentos em Lisboa, mas acho que 56,000 euros dariam para um "apartamento menos mobilado, na Damaia, e so' com 2 janelas", se o Manel ajudar com mais 20,000.  E assim, de "apartamento" em "apartamento", deixamos de poder ter "suite" nas Amoreiras ou no Ritz e temos que nos contentar em arrendar casa em Loures. 

E' que o Vierismo da' nisto: aceita-se tudo, mesmo se for preciso ignorar a maioria dos factos.  Se quisermos entao transformar os "apartamentos" em, sei la', jogadores da bola, o Anonimo tem de perceber que, por exemplo, vendeu a "suite" Garay para arrendar o res-do-chao "Cesar".  Por exemplo.

3 comentários:

João disse...

É o que dá ter um presidente pato-bravo.... os adeptos têm a visão de um trolha e a autonomia de um servente de obra.... Precisavam ambos de um bom electricista....

Diogo disse...

A cereja no topo do bolo de um defensor acerrimo de LFV, de seu nome Fernando Tomas, ao meu comentario no NGB:

"O Diogo a meu ver é que está fazer um raciocinio onde distorce a realidade.
Na análise feita pelo Anónimo através de analogia falta ainda um pequeno pormenor, as casas não têm vontade propria para exigir ou desejarem veementemente serem vendidas como acontece com os jogadores.
Este factor é determinante para além das boas praticas de gestão, no que concerne a distinguir o não precisar de vender mas optar por fazê-lo em função das circunstâncias.
Isto para não falar da parvoice ou ignorância que é referir que os encaixes financeiros realizados não permitem a substituição dos jogadores com mais valias.
Mesmo no caso do Garay veremos o rendimento do seu substituto(rácio custo/rendimento pois os ordenados do Garay e saida a custo zero não podem ser ignorados nas contas que se fariam se ficásse) e para já com uma certeza, será mais novo e não temos apenas metade dos direitos em futura venda.
Um David Luiz paga quantos centrais, um Coentrão quantos laterais, um Matic mais um Javi quantos médios, um Oblak quantos g-redes, um Rodrigo, Di Maria e um Markovic quantos avançados?
E os tantos que não têm sucesso mundial só dão prejuizo, não rendem nada? Pois, há que estar atento.

As transações não diminuem os recursos na hora de os substituir, na realidade é precisamente o inverso.

Veremos qual o valor de César ou de Lisandro pois o mesmo foi dito quando saiu o David Luiz, Javi e outros mas a competitividade desportiva e financeira tem aumentado. Veja-se as receitas, observe-se a evolução do ranking UEFA.
Vive em Boston e sabe que aí por exemplo nenhum clube/empresa nas principais modalidades é imune às transferências, vivem com isso e alguns conseguem através da boa gestão retirar partido da realidade.

O Benfica tem neste momento (estimo) e sem saber as contas deste exercicio pois ainda não acabou, receitas ordinárias idênticas ou superiores aos custos. É uma evolução que não percebo porque alguns teimam em distorcer, só pode ser por má vontade.

O Aguia Preocupada que já passei a chamar de Aguia Mentirosa pois ainda não provou que dirigentes ou funcionários do clube recebem comissões, consegue num comentário apenas, referir gestão danosa e criminosa.
Não percebo tanto interesse na gestão para depois basear as opiniões numa análise mentirosa."


Genial! O povo esta' convertido. Estamos fodidos... O ultimo que apague a luz, que esta malta nem para pagar electricidade...

Tiago Costa disse...

Por acaso até não achei o último comentário descabido.

Atenção sempre fui um dos msiores criticos de LFV. Neste momento na verdade isso mudou. Gosto que o benfica tenha ums tv, gosto da aposta ns formação e gosto que ele raramente fale e diga os disparates de antigamente. Gosto que não tenhamos capangas à espera de empresários de jogadores em quem arrear no aeroporto, gosto que já não se humilhem jogadores como foi feito com o Miguel.

Gostaria apenas de acrescentar o que para mim me parece óbvio. Fomos devido a alguma cláusula obrigados a vender o Garay. Gostaria também de dizer algo de que pouco se fala. Tanto o markovic como o oblak foram vendidos pela cláusula de rescisão. Que fazer nestes casos? Se calhar s minha maior preocupacão se prenda com os reforços. Até pode ser que triunfem mas parecem-me uma frande incógnita realmente. Abraço gente. Nada está ganho nem nada está perdido.