origem
Eusébio +10: Fevereiro 2007

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Sport Lisboa e Benfica

Cento e três anos a ESMAGAR!!!!!!!!!!!!!

Filhos e enteados

Nada se passa no nosso clube a nao ser o 5o amarelo do Luisao e o facto de o Simao ter 4 e estar em vias de descansar um jogo, pelo que decidi postar a minha opiniao sobre o assunto de pagina central da Bola de hoje: ser treinador.

Eu posso dizer, em vias de acabar o meu doutoramento, que andei na escola 26 anos. Ao fim de 26 anos tenho o grau maximo que se pode atingir. Custou muito aqui chegar, houve muito marranco e muito cabelo perdido e pestana queimada. Ora, se um colega meu da 4a classe que tenha seguido a via da construcao civil de um dia para o outro recebesse uma benesse de uma qualquer universidade e se tornasse doutor so' porque tinha posto 2 "tijois" durante a construcao do novo anexo da dita universidade, isso chatear-me-ia muito.

Esta alegoria para explicar que percebo perfeitamente (e apoio na totalidade) o Luis Proenca, o tal treinador de juniores do Sintrense, que se viu ultrapassado no curso de treinadores por rapazolas como o Paulo Bento ou o Secretario. So' porque estes idiotas andaram a correr com a camisola la' do sitio em jogos da seleccao, a FPF decidiu "fazer o jeitinho" e dar-lhes, de mao beijada e em travessa de ouro, o tao ambicionado curso de treinador de categoria 4. Aqui nos estados unidos, para chegares ao nivel mais alto de treinador de futebol (o que eles aqui chamam de class A) tens de ter passado as passas do Algarve, tens de ter a carteira profissional desde o escalao mais baixo (class D) e tens de ter provas dadas em cada escalao. Ou seja, tens de ter treinado uma equipa na class D um x numero de anos, tiras o curso class C e treinas uma equipa x+y anos, etc ate' chegares 'a A, onde as provas de admissao e de graduacao sao extremamente exigentes. Eu conheco uma rapariga com o curso class C que so' nao continuou porque conjugar o curso de medicina com o futebol implicaria ter de fazer uma escolha profissional de ou um ou outro, ao que ela escolheu medicina (rapariga esperta).


Resumindo: o Paulo Bento, o Secretario, o Paulo Sousa, o Helio Sousa, entre outros, sao os "meninos queridos" da federacao. Vai-se a ver, nao valem a ponta de um corno. Nao e' qualquer gajo de 35 anos que vai ser o novo Mourinho. E no fim, gajos como o Luis Proenca (o unico a dar voz) ou outros que tais, podem ter muito mais jeito para essas coisas de treinador que antigos futebolistas. Mas se a FPF e a UEFA nao percebem isso e' por clara falta de inteligencia. Alguem deveria lembrar 'a FPF pelo menos que os 2 campeonatos do mundo de juniores ganhos em 91 e 93 tinham na seleccao como treinadores 2 homens que nunca foram futebolistas. Um deles esta' na calha para ser o proximo treinador do Manchester. O Paulo Bento ficara' pelo Sporting ate' perder o campeonato e a taca e acabara' por ir treinar o Carcavelinhos...

terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

Limbo

No fio da navalha, era o título alternativo.

A semana passada, antes do jogo com o Varzim, que nunca me passou pela cabeca que não ganhássemos por uns quatrocentos e setenta e dois a zero, pensei em escrever aqui que estávamos naquela fase da época em que um golo marcado pode significar que se ganha tudo, e um golo sofrido pode deitar tudo a perder. Acabei por não escrever nada na altura, mas ainda está válido. Sobretudo porque eu ia escrever que não me cheirava que conseguíssemos ganhar na Madeira. Estava, aliás, convencidíssimo que íamos trazer excesso de bagagem na volta para Lisboa, designadamente um valente carregamento de melões. Mas ainda bem que me enganei.
Estamos então naquele momento da época em que os onze gajos que vão para dentro de campo decidem, minuto a minuto, se se fica no barco ou se vai borda fora. O ano passado por esta altura estávamos prestes a despachar o Liverpool, e a coisa foi-se aguentando. Só que depois fomos despachados pelos árbitros-ao-servico-do-Barcelona e pelo Ronaldinho, e acabámos no terceiro lugar. Na altura a culpa era da rotatividade do Koeman, da instabilidade no balneário por causa do Moretto ter ganho a titularidade ainda sem sequer ter vestido os calcões e do Laurent Robert ganhar muito e fazer pouco. Este ano, o Quim até na taca joga (jogava...), o Moreira e o Moretto oscilam entre o banco e a bancada, o Laurent Robert foi não se para onde (não interessa, desapareceu) e até nem temos que gramar com as quinzenais indecisões do Ricardo Rocha. A equipa vai estando mais ou menos próxima da máxima forca, dependendo do número de gajos e, sobretudo, do número da camisola dos gajos, que estão com lesões musculares num dado momento. Não temos o estímulo de jogar contra o Liverpool, e temos a obrigacão de despachar uns romenos com nome de peca de bicicleta e a seguir uma equipa que está no trigésimo quinto lugar do campeonato francês, e na qual pontifica o da-treta himself. Ou lui-même, porque os gajos são franceses.
Enquanto o Micolli for marcando, ninguém fala na crise de confianca do Nuno Gomes, nem do comprimento das roturas do Rui Costa, nem da barba por fazer do Karagounis. Entretanto, Katsouranis, provavelmente a melhor aquisicão do Benfica desde a chegada do Simão e do Luisão, já foi dizendo que está a ficar todo roto.
Postas as cartas na mesa, eis o que fica: a equipa até joga mais ou menos, mas vê-se à rasquinha para marcar golos. Os seiscentos e trinta e dois remates contra o Boavista não chegaram (e o sacana do William, que na Luz até com os pomodoros defendia se fosse preciso, deu uma avestruz de todo o tamanho este fim-de-semana... mas por que raio é que contra o Benfica não há um raio de um GR que frangue um bocadinho que seja?!), os trezentos contra o Varzim também não, e os duzentos e cinquenta contra os romenos iam sendo curtos. Contra o Nacional já ninguém contou os remates porque além de termos aparentemente dado um banho de bola aos gajos (tal como ao Boavista e, provavelmente, ao Varzim, mas isso não interessa) marcámos e ganhámos. Marcámos, quer dizer: marcou o Micolli.
E a equipa já está em Bucareste, para esmagar o cliente seguinte. Vai ser mais ou menos como o ano passado em Anfield Road, tudo na retranca e cada vez que passarmos do meio-campo, tungas, golo. Vai ser de trezentos a zero para cima. Até podemos comecar já a pensar nos franceses. A seguir, jogo na Luz com o Pacos. Se o Micolli não se lesionar entretanto, ganhamos seis a zero. Caso contrário, empatamos zero-a-zero se os amarelos não conseguirem sair do meio-campo. Senão, é um golo para eles em cada duas saídas. E a seguir vamos jogar fora não sei onde (Aves?), o mesmo raciocínio se aplica.
Nos entrementes, o Rui Costa teve a sua segunda lesão muscular em onze anos. E também desde que chegou, em Julho. Não estará na altura de se pedir ao procurador-geral da República que abra um inquérito à praga de lesões musculares que assola o Benfica nos últimos 4-5 anos, desde os tempos do Camacho? Na altura a desculpa era que se treinava em quatro campos diferentes. Mas agora os treinos são todos no Seixal. Bem sei que aquilo fica suficientemente perto de Alcochete para dar arrepios, e o arrepio provoca uma tensão esquisita na pele que pode levar ao arreganho de determinadas regiões musculares, e às consequentes lesões por esforco. Obviamente, ninguém parece preocupar-se com isto, porque as ditas lesões musculares vão aparecendo, os jogadores vão caindo que nem tordos. Eu tremo só de pensar no que é que vai acontecer quando (e não "se", sejamos realistas: é uma questão de tempo) o Katsouranis e o Simão se lesionarem. Na verdade, é só uma questão de se lesionar mais um: com a estratégia Trapattoniana do engenheiro (provavelmente a única possível considerando o plantel que se pode arranjar...), se cai mais algum, aquilo escangalha-se tudo no meio de chão que nem um castelo de cartas em que as cartas são feitas de betão armado e seguras umas às outras por pastilha elástica. Com sabor a hortelã-pimenta, para dar um hálito fresco.
A pergunta a fazer agora é: quantos jogos vai o Micolli aguentar desta vez? E será que vai sacando uns golitos no caminho? Espero que "todos" e "muitos" sejam as respostas. Se sim, ainda ganhamos o raio do campeonato à bimbalhada. Caso contrário, estamos lixados.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Doping

Três casos, em três modalidades diferentes. Não me interessa que sejam substâncias mascarantes ou mascaradas. Interessa-me que vem nos jornais.
Algo vai mal na Catedral.
Isto danifica mais que campeonatos perdidos.
O prestígio não se compra, nem se vende. Mas, às vezes, perde-se.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Mistica...

Quando tanto se fala da mistica do Benfica, encontrei este video que ilustra bem o que e' a nossa mistica.

BENFICA ESMAGA!

Abriu a caça

Ao fim de 17 jornadas de campeonato aconteceu o impossivel. Aparentemente, de acordo com informacao avancada pelo Concelho Disciplinar da Liga de Clubes, houve esta semana um jogador que atingiu um adversario com a mao "colocando a integridade física e a saúde do atleta adversário em perigo e revelando intencionalidade nessa prática" sem q a equipa de arbitragem tivesse visionado o referido lance.

E' caso para perguntar o q e' q o CD da Liga tem andado a fazer nas restantes 16 jornadas para so agora ter descoberto uma agressao nao detectada pelo arbitro. Mais estranho ainda: na mesma 17a jornada em q aparentemente o CD esteve particularmente atento, nao terem visionado a agressao do Caneira no final da primeira parte do Sporting-Nacional.


Nao quero de forma alguma desculpar a agressao do Derlei ou sugerir q este nao deva ser castigado. Antes pelo contrario, eu quero e exigo q o Derlei seja castigado, de preferencia pela Direccao do Sport Lisboa e Benfica. Se possivel mandem o homem ja amanha para a Siberia e q por la tenha um bom resto de Inverno.

Custa-me no entanto aceitar q so ao fim de 17 jornadas a Liga se tenha lembrado de recorrer ao famoso sumarissimo. Alguem acredita q so ao fim de 140 jogos do campeonato Portugues e' q ocorreu a primeira agressao a passar despercebida 'a equipa de arbitragem? Estao a gozar? 140 jogos sem uma cotovelada q o arbitro nao viu? Sem uma pisadela? Brincamos?

BENFICA ESMAGA

PS - Uma das razoes porque eu detesto ver a selecao e' por correr o risco de ter de ver o Simao a comemorar um golo nos bracos do Miguel e do Quaresma. Mesmo contra os melhores do mundo isso nao foi excepcao. Parabens ao Simao.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

ambiguidade

Fim de semana bom? Fim de semana mau?

Empatamos em casa. Mas fizemos uma grande joga. Estamos mais perto do primeiro lugar. Mas caimos para terceiro.

Como o comum Benfiquista nao sei q sinta. Frustracao enorme pelo empate contra o Boavista e no entanto algum alivio por ver q estamos mais proximos do FCPorto e q eles nao estao tao fortes como nos queriam vender ha algumas semanas atras.

O Benfica deste fim de semana assustou-me. Voltamos a ser o super benfica perseguido pelo azar. Foi-se o pragmatismo e o instinto assassino e voltamos a perder pontos.

Muito se disse e escreveu sobre o jogo que ninguem se lembra de ver semelhante. Foi tao bom tao bom q nem deu espaco aos escribas para analisar a terceira derrota em quatro jogos do FCPorto, nem os tres erros flgrantes do arbitro do Sporting (expulsao perdoada a Caneira, penalti caricato e falta no lance do golo do empate). Concordo com 98% do que foi escrito. Ha no entanto alguns pontos q eu gostaria de acrescentar.

Primeiro, o katsouranis (o MVP do nosso meio campo e futuro defesa central ha falta de alternativas), foi o simbolo do azar na passada sexta feira. Isolado em frente ao guarda redes adversario (27 mns) remata 'a baliza e ve a bola bater nos bracos de William e ressaltar para a trave. Duplo azar dizem os criticos. Fuço da merda digo eu. Quando eu jogava 'a bola na rua, se tivesse alguem ao lado q so tinha de empurrar a bola para a baliza e eu optasse pelo remate, era garantido q ia levar uns biqueiros. O Katsouranis tem o Nuno Gomes ao lado, sem oposicao, perfeitamente dentro do seu raio de visao, e optou pelo remate, quando podia perfeitamente ter dado um toque para o lado e deixar o Nuno empurrar pela baliza. E' verdade q para o Nuno nunca e' so "empurrar para a baliza", a bola e' redonda e has vezes teima em nao entrar mesmo qd e' so preciso empurrar a um palmo da linha (min 22). Tambem e' verdade q o Katsouranis deve meter 9 em cada 10 daquele sitio, e como tal nao e' justo censura-lo pelo remate.

O mesmo sucedeu com o Simao (min 73) quando seguia isolado descaido sobre a esquerda e tentou passar a bola por baixo do William em vez de a passar para a marca de penalti onde o Nuno Gomes estava sozinho. O Simao estava mais tapado e podia nao ter visto, mas o remate dele era mais dificil e tinha a obrigacao de procurar o Nuno Gomes.

Ambas as opcoes se aceitam. No entanto nao gostei q toda a gente tivesse ignorado este facto. O Nuno Gomes nao e' um matador, nunca foi um homem de area unicamente responsavel por empurrar a bola para a baliza. O Nuno Gomes, muitas vezes contestado pelos adeptos, e' quem mais trabalha e sofre em prol da equipa. Esta sempre em movimento e preocupa-se em arrastar defesas para q os outros possam marcar. Nestes dois lancas, o Nuno Gomes correu como um louco atras do jogador q se isolava e ganhou uma posicao proveligiada. Merecia q os colegas se tivessem lembrado dele.

O Derlei mostrou q vem para jogar na ponta direita. A sua entrada, para alem de desiquilibrar irremediavelemente o meio campo, mostrou q os vicios sao dificeis de largar. Ficou por assinalar uma agressao nos poucos minutos q teve em campo. Foi alias a unica coisa digna de registo q fez. Nao e' dificil de adivinhar q nao vai ser castigado, nem pela Liga e muito menos pelo Benfica. E' pena digo eu. Ficavamos todos a ganhar.

O Luisao, o mesmo q falhou uma cabecada em cima da linha da pequena area sem ninguem pela frente, vem pela enesima vez dizer q vai sair do Benfica no final da epoca. De certeza q ja alguem lhe disse q se quer de facto sair nao e' assim que o deve fazer. Os adeptos do Benfica sabem perdoar quando o Luisao falha um golo a menos de 2 metros da baliza. Tem no entanto mais dificuldade em aceitar q algum jogador esteja permanentemente a insuinar q e' maior q o clube. Na minha opiniao, tivesse o Benfica uma alternativa credivel (volta Rocha) e ha proxima vez q o Luisao tocasse no assunto estava a treinar com os juniores ate 2010.

BENFICA ESMAGA